Home office, nuvem e empresas funcionando à distância

O home office se tornou rotina em tempos de coronavírus. Devido ao surto do COVID-19, muitas empresas precisaram se adaptar da noite para o dia, para seguir as recomendações de autoridades e manter seus profissionais em segurança. Algumas instituições, que já estavam no processo de transição para o servidor na nuvem, conseguiram se adaptar ao momento. Mas muitas também precisaram tomar medidas transformadoras para se manterem funcionando. 

Assim como a maioria das situações de calamidade pública, a COVID-19 não pôde ser prevista. Mas ela está sendo o motor de aceleração para a transformação digital em todo o Brasil. Com o home office, as empresas passaram a olhar para seus sistemas de TI de uma forma diferente. Afinal, agora é preciso, mais do que nunca, pensar no compartilhamento das informações de maneira segura, principalmente quando o funcionário passa a usar a rede doméstica, na maior parte do seu tempo de trabalho. 

Apesar dos receios, existe a possibilidade para seguir com a empresa funcionando sem danos graves às informações que circulam diariamente pelos setores através do servidor na nuvem. Esse modelo possibilita o compartilhamento de dados sem a necessidade de ter uma grande infraestrutura de TI física. Ainda assim, a flexibilidade não significa falta de segurança. Se existe o receio que hackers interceptem seus arquivos enquanto você acessa, fique tranquilo. Os dados que circulam na nuvem são criptografados, adicionando uma camada extra de segurança para sua empresa. 

Outra possibilidade para garantir um home office produtivo é a nuvem elástica. Antes de explicá-la, vamos lembrar como era o funcionamento dos servidores. Alguns anos atrás, era necessário alugar servidores próprios e aumentar a capacidade com novas unidades. Ou seja: em situações como a que estamos vivendo hoje, de sobrecarga, os sites e aplicativos poderiam sair do ar. Com a nuvem elástica, entretanto, a empresa contrata um serviço de hospedagem que é cobrado conforme o uso e, se houve a sobrecarga, novos servidores são alocados para manter tudo funcionando.  

Dessa forma, com esse tipo de nuvem, além de garantir a flexibilidade de acesso também conseguimos otimizar os recursos, investindo quando necessário e onde realmente importa. Assim, você consegue manter a empresa funcionando à distância, garante a segurança necessária e ainda economiza.  

Para saber como implementar esse tipo de servidor na nuvem, entre em contato conosco e saiba como podemos ajudar a sua empresa nesse momento. Juntos, vamos manter sua operação funcionando de forma otimizada e sem perdas de investimento ou equipe.